domingo, 8 de janeiro de 2012

Se tem um pau e duas bolas...

Ora portantos:
no momento em que o Estado privatiza, com estrondo, o que ainda tinha na EDP, surge a lista dos novos membros do conselho superior da empresa. Entre eles, temos gente tão especializada em energia e em chop-suey como Eduardo Catroga, Celeste Cardona e Paulo Teixeira Pinto, entre outros, todos com ligações a PSD e/ou CDS.

Temos aqui, em todo o seu esplendor, o liberalismo à portuguesa. Supostamente, os membros do conselho superior de uma empresa são escolhidos pelos seus accionistas. Ora o Estado acaba de deixar de ser accionista. Quem os escolheu, então?
É como a história de Passos Coelho ser contra ou a favor de António Mexia (o Mr. 3 million a year) continuar à frente da EDP. Mas, se o Estado deixou de ser accionista, que raio tem Passos Coelho a ver com o assunto?

Bem esteve o chinês, que quando foi questionado sobre a continuidade de Mexia disse, com o pragmatismo oriental, que primeiro tinha de falar com o Governo.
Ora aí está, até o chinês já sabe o que a casa gasta...

Agora foi a EDP, mas não é caso único. Nem sequer é o maior caso. Esse pertence à PT, empresa de capitais privados mas que continua a funcionar como um gritante e escandaloso toma lá- dá cá com o poder. Veja-se quem por lá "trabalha": os filhos de Jorge Sampaio, Marcelo Rebelo de Sousa, Edite Estrela, Santana Lopes, Teixeira dos Santos, etc, etc, etc...

Quanto à credibilidade deste Governo - e se era essencial este Governo ter o mínimo de credibilidade! - estamos conversados.

Deve ser isto a que Passos Coelho chama "democratizar a economia"...

2 comentários:

du disse...

bastard, eu sou um indivíduo simplório e até um bocado estúpido. elucida-me p.f.:

a edp não tem dado uns lucros porreiros?
os 25% do estado não correspondem também a uma percentagem igual dos lucros?

quem é que no perfeito juízo vende uma das poucas coisas que lhe dá dinheiro?

fazes cocktail molotov com garrafas da sagres ou da superbock? tenho cá para mim que as da superbock custam mais a estilhaçar, apesar de a cerveja ser melhor.

Cientista Político disse...

Dizem-se muito preocupadinhos com os prejuízos das empresas públicas, mas é vê-los a alienar a EDP (empresa com lucros monstruosos) e retirar a publicidade da RTP.

Haja quem os entenda.